01/set
UPE oferece curso de Física de Materiais

UPE: Física de Materiais vai formar profissional múltiplo

01 / set
Publicado por Allan Nascimento em ATUALIDADES às 7:20

Em julho deste ano, a Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou a criação do curso de Física de Materiais. Com formação de turma programada para o segundo semestre de 2018, a graduação é uma novidade entre as instituições do Estado. A primeira turma, que terá aulas diurnas, vai dispor de 20 vagas: dez para alunos que tentarem ingressar via Sistema de Avaliação Seriada (SSA) e as demais para quem se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Para André Vilela, coordenador da graduação, a oferta vai beneficiar toda a comunidade acadêmica. Para entender o perfil do curso e as perspectivas do mercado, ele adianta algumas novidades para o Vestibular NE10:

1 – O curso de Física de Materiais surge para atender a uma demanda da região?
O setor industrial de Pernambuco é amplo e diversificado, com empresas e indústrias nos ramos da automobilística, eletrônica, elétrica, naval, informática, alimentícia, química e várias outras. Todas essas indústrias dispõem de processos produtivos que podem ser aperfeiçoados e cujas demandas já foram apresentadas à Escola Politécnica de Pernambuco em diversas ocasiões. O perfil do Físico de Materiais da UPE é flexível e o profissional pode contribuir em várias dessas demandas.

Em mercados mais desenvolvidos, como o europeu e o norte americano, 80% dos Bacharéis em Física trabalham em atividades de pesquisa industrial e corporativa e 20% deles em atividades de ensino e universidades. No Brasil, temos o oposto. Desejamos colaborar com a formação de um profissional com perfil inovador e empreendedor para que essa tendência mundial possa ser refletida aqui em Pernambuco, que é primeiro lugar no Brasil em diversas ações envolvendo ensino, pesquisa e inovação.

2 – Qual a perspectiva de colocação profissional para os egressos?
O bacharel em Física de Materiais é um profissional com perfil voltado para a pesquisa das principais propriedades dos novos materiais e suas aplicações em empresas, indústrias e processos produtivos. Também conhece métodos e procedimentos de certificação de produtos envolvendo novos materiais e suas tecnologias. Sua atuação consiste em aplicar seus conhecimentos em laboratórios de pesquisas e desenvolvimento utilizando os mais diversos materiais: magnéticos, semicondutores, radioativos, biológicos, ópticos, metálicos, vítreos e cerâmicos, bem como em mercados que dependam ou utilizem das tecnologias desenvolvidas com esses materiais. O profissional em Física de Materiais ainda pode integrar equipes de controle e diagnóstico de processos industriais, atuar em treinamento técnico, planejamento e otimização de sistemas, desenvolver softwares científicos, ou, ainda, atuar como professor e pesquisador no ensino superior.

3 – Qual a importância dessa graduação para a nossa comunidade acadêmica? 
O curso de Física de Materiais possui disciplinas de conhecimentos específicos, não disponíveis em nenhum outro curso da região, porém com conceitos importantes utilizados em diversas áreas. Podemos citar algumas disciplinas presentes no curso como Instrumentação Robótica, Fotônica, Spintrônica, Física Nuclear e Física da Matéria Viva. Esperamos que os profissionais das áreas de engenharia e saúde possam fazer proveito de nossas disciplinas com o objetivo de atuação em setores que utilizam tecnologias de ponta.

4 – Por estar inserido na Poli, o curso vai dialogar com as outras graduações, seja ofertando disciplinas eletivas seja permitindo que os alunos da graduação transitem pelos demais cursos? Há uma preocupação inicial de promover esse intercâmbio na instituição?
O curso de Física de Materiais tem um perfil conectado com outros setores e traz isso em sua essência. É um curso que conversa e se relaciona com empresas, instituições, áreas e cursos superiores. No âmbito da Universidade de Pernambuco, os projetos pedagógicos dos cursos de engenharia oferecidos pela Escola Politécnica de Pernambuco estão sendo atualizados para contemplarem as disciplinas do curso de Física de Materiais em seus perfis, de forma que muitas de nossas disciplinas serão cursadas pelos nossos estudantes em conjunto com os estudantes de engenharia.

LEIA MAIS
UPE anuncia mudanças no SSA

Esperamos receber estudantes de outras áreas e instituições para cursar disciplinas do curso de Física de Materiais, bem como que nossos estudantes possam assistir aulas em outros centros. Foram feitas conexões com a UFPE e UFRPE com o objetivo de que nossos estudantes realizem atividades de ensino, pesquisa e extensão nessas instituições. Antes mesmo das primeiras vagas do curso serem ocupadas, os atuais estudantes de iniciação científica dos professores do curso já realizam atividades de pesquisa nessas universidades.

Do ponto de vista de internacionalização, diversos professores do curso de Física de Materiais possuem parcerias com grupos de pesquisa no Brasil e no exterior, como EUA, Itália, França e Reino Unido. Em particular, o curso possui professores participando de programas de pós-doutoramento nos Estados Unidos, mais precisamente no Massachusetts Institute of Technology (MIT, primeiro lugar mundial no ranking de Física) e na Boston University (BU, referência mundial na área de Física Estatística). Espera-se que essas instituições possam receber nossos estudantes atividades de ensino, pesquisa e extensão e em disciplinas e/ou programas de pós-graduação.

5 – Tem algum tópico importante que ficou de fora da conversa e que você queira evidenciar?
Sim! Nosso site com mais informações sobre o curso como disciplinas, professores e áreas de pesquisa: www.fis.mat.br


FECHAR